4 Coisas Que Você Deve Saber Antes de Ingressar na Área de TI

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Na escolha por ingressar na área de TI devemos ter muito planejamento. Existem realidades no mercado que são complicadas. Não desanime. Mas caso você esteja escolhendo esta área é bom entender que não é nada fácil. Escolher o curso certo é primordial, pois a faculdade de TI, financeiramente, custa caro e a escolha errada pode fazer você desistir. Além disso, o começo da carreira exige muito esforço e pouco retorno. Segue algumas sugestões para você não cometer erros, antes de escolher o caminho certo:

1. Saiba qual curso você está escolhendo

A área de TI é ampla, então é preciso saber escolher o curso certo. Recomendo verificar antes o que você realmente gosta e qual o seu objetivo. Por exemplo, a área de desenvolvimento exige uma dedicação em linguagem e lógica da programação. Durante a faculdade, muitos amigos desistiram do curso de programação e foram cursar outra área da TI. Isso acontece quando não sabemos o que vamos estudar.

Quando escolhemos o curso errado, perdemos tempo e dinheiro. Escolher uma área por causa da remuneração é um erro, pois até você ficar bom naquilo e ganhar bem, vai ter que aprender muito e estudar bastante. Com isso, faça a escolha buscando o que você gosta. Durante sua escolha, esqueça remuneração.

2. Bacharelado ou Graduação Tecnológica (Tecnólogos)

Antes de escolher meu curso, não fazia ideia do que isso significava. Não cometa o mesmo erro. Cursos de curta duração, normalmente, são graduações tecnológicas. Os cursos tecnólogos são mais voltados para o mercado. Já o bacharelado são cursos longos e mais acadêmicos.

As graduações tecnológicas já sofreram muito preconceito por conta da sua carga horária. Alguns concursos públicos ainda não aceitam esse tipo de curso. Ou seja, se você pretende fazer um concurso específico depois da faculdade, procure saber, através do edital do concurso anterior, se o tecnólogo é aceito. Normalmente quando não é aceito, o edital deixa claro a exigência do curso bacharelado.

Procure também saber, se o curso é reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação), pois é de extrema importância esse reconhecimento, tanto para o mercado privado, quanto para concursos públicos.

3. Certificações

Dependendo da área que você escolher terá que estudar para várias certificações. Com isso, além da dedicação na faculdade, você terá que prestar provas de certificação que são pagas e não são baratas, pois o seu valor é em dólar. Caso você não passe na prova, terá que pagar novamente e assim sucessivamente. É importante você obter uma certificação, pois terá muito mais chances de ser contratado no mercado.

4. Conclusão da faculdade e certificações não garante boa remuneração

Uma das realidades é que, no início da carreira, você gastará muito mais com sua formação do que ganha. Um mito que a maioria das pessoas tem, é achar que fazendo uma faculdade e tirando certificações já é o necessário para conseguir um bom emprego e ganhar bem. A vida profissional não é formada somente de estudos, você vai precisar de experiência naquilo que estudou. Procure um estágio durante a faculdade e depois um emprego em que você possa aprender cada vez mais. No inicio da carreira, o foco está em aprender dentro da empresa, pois o profissional precisa colocar em prática tudo aquilo que aprendeu na faculdade, além da experiência de mercado que também é muito importante.

Mesmo depois de terminar a faculdade, você deve continuar estudando. O mundo da tecnologia está em constantes mudanças, novas tecnologias virão e você não pode ficar desatualizado. Aprenda novos idiomas, principalmente o inglês, pois as vagas de TI no mercado brasileiro são muito exigentes. Estude para provas de certificação, pois aumentam sua chances de ser contratado. No início da carreira, procure aprender o máximo que pode dentro da empresa e escolha o que realmente gosta dentro da área de TI.

Thiago C. Póvoa

Formado em Gestão da Tecnologia da Informação. Busca, através do blog, colaborar com profissionais da área, compartilhando conhecimento. Iniciou sua carreira em um provedor de internet, especialista em serviços de telecomunicações, onde obteve bastante experiência em Administração de Redes.